Call Center: Eu estou desatenta!!


A vida, deu uma guinada, me mandando pra fora de meu negócio próprio.

Depois de quase 30 anos trabalhando com cães, de certa forma com relativo sucesso, fiquei sem eira nem beira.

A insatisfação com a área, também pesou muito, Se dedicar a cães de outras pessoas e algumas delas, nem um obrigado te dão no final. Mas não reclamo, fiz uma excelente amiga, com um cão que ninguém iria hospedar por ser pitbull. Só isso, já valeu a pena.

Mas, voltando ao assunto. Eu quebrei… o ano de 2016 foi um caos para o país, mas a responsabilidade da minha quebra foi minha. Eu já vinha observando o andamento da situação, vinha me certificando em diversas coisas, que poderiam ou não dar certo., mas também não deram… Deprimi de tal forma que meu compadre precisou vir puxar minhas orelhas, meu nariz, meu cabelo, para que eu pudesse acordar..

Eu tinha que ir a luta, sair de casa com currículo debaixo do braço a procura de um emprego formal.

Um currículo até bonzinho, eu já tinha secretariado e gerenciado a empresa de meu pai, já tinha trabalhado em tesouraria  na De Millus, com um futuro próspero ali (Mas saí para ir realizar meus sonhos)… mas isso tudo há quase 30 anos… então havia um buraco em meu currículo que não poderia ser preenchido com: Adestradora de cães.. criadora de cães… proprietária de um Hotel para cães.. e falido, ainda por cima…

O que me restou, foi entrar numa enorme fila num Call Center, que até então, eu tinha como o melhor Call Center que existia.. e no treinamento isso só encheu meus olhos, pelos prêmios que eles mostravam que tem (como eles conseguem isso, não sei mesmo)…  Mas a realidade é crua..

O que eu comecei a notar ali, foi que o que mais usam é a repreensão… por exemplo: Num determinado dia, eu tinha sido a primeira da minha equipe, em não ter re-chamadas… (Re-chamada para um Call Center, é a pior coisa, pois prende o atendente numa ligação, onde a empresa não é paga pelo contratante, quanto mais re-chamada, menos a empresa ganha… e mais ligações grátis estarão atendendo) A meta é de 17% no máximo..  e eu tinha chegado a 9%, a menor da equipe naquela semana… mas, fui chamada pela supervisão, para levar uma chamada por algo besta… mas tão besta, que eu não aguentei e perguntei: Será que dessa vez, você não deveria ter me elogiado pelos  9% antes de me dar a bronca?

Mas vamos lá… isso é o que acontece num call center,,,

Em outra situação, passei mal… colocando os “bofes pra fora e virando o planta”… impossível sair de casa.. e para piorar era domingo.. e aqui, sem carro, não havia condição de ir a um médico. De imediato, mandei aviso para a supervisão… no dia seguinte, fui trabalhar. Chamada a supervisão, perguntada se estava melhor, tive que repetir várias vezes a história… e na terça feira, qual não foi a minha surpresa, quando chamada novamente a supervisão, tinha um papel para eu assinar, chamado Advertência.

Em outra ocasião, minha caixa D’água por conta da pressão de 15 mil litros da cisterna, arrebentou um cano, e vazou. Tinha água saindo pelo bocal das lâmpadas do quarto e do banheiro… isso tudo, as 23h. Sequei o máximo que pude, e no dia seguinte fui procurar um bombeiro hidráulico… ah, eu moro sozinha… com meus cães e por mais adestrados que sejam, esse tipo de problema, eles não resolvem. Só consegui um senhor para resolver, as 12:30h, no horário do almoço dele. Tudo isso eu avisei… esse serviço terminou lá pelas 16h, pq paramos para comprar as coisas e aki, a pé, tudo é longe… No dia seguinte, tive que contar essa historia umas 3x, para a supervisora, que disse: Monica, isso não é motivo para faltar!… E no outro dia… mais uma advertência, pois eu deveria ter ido trabalhar assim mesmo… Perguntei se a empresa pagaria os danos de incêndio, infiltração e outros, na minha casa.. o que foi respondido que não…

Por ultimo e a mais interessante de todas, foi que quando em reunião com a gestão, foi dito que a PRIORIDADE do atendimento, era resolver o problema do cliente.. inclusive eu já tinha sido elogiada, por uma “grandona” responsável pelo produto que trabalho, por eu não parar de andar prá lá e pra cá, para resolver um problema…. ela inclusive mandou a coordenadora me parabenizar pessoalmente….dizendo que é assim que se trabalha.. Fora que apesar da demora, a cliente também me elogiou… mas ai vem o incrível….

Para se entrar no contrato do cliente que vamos tratar, precisamos do CPF…. ou do número do contrato.. mas o que pedimos SEMPRE é o CPF.. ou o sistema entra automaticamente no contrato, através da URA.. aquele camaradinha que te atende quando vc liga para reclamar… pois é.. Fiz todo o atendimento, mas estava sendo monitorada por uma empresa que é paga para isso, que vou chamar aqui de Mamute… Ela dá nota de qualidade no atendimento. Minha nota foi ZERO, pois eu não pedi o CPF do cliente… e havia uma sugestão, para me dar uma ADVERTÊNCIA.. o que a supervisora, no dia seguinte deu…. Minha única pergunta, foi: Nesse atendimento, o problema do cliente foi resolvido? Ela me disse que sim e que eu tinha resolvido o problema…

call-center-advertencia

Ai fui beber uma Malzbier…só assim.. e olha que eu nem bebo

Minha cabeça, não aguenta esse tipo de coisa.. na conversa com os gestores/coordenadores, a prioridade é resolver o problema do cliente.. já a Mamute, diz: Dane-se o problema, vc tem que agir como um robô, falando tudo certo.. mesmo que esse tudo, já tenha sido falado antes…  Se alguém entende isso.. por favor, me explique…

Isso sem contar, que quando minha equipe começou, pouco sabiamos,,, pedíamos ajuda a supervisão, que sabia menos ainda e deixavam a gente lá esperando… Muito pouco caso com o cliente… muito pouco caso com a empresa que contrata essa terceirizada… muita vergonha em jogo.. muito descaso… o cliente ali, é um pobre coitado que não sabe que muita gente ali não sabe tratar a reclamação dele.. e quando pedimos para ter um treinamento mais radical, eles dizem que já solicitaram… e nessa vibe, já se passaram quase 6 meses… e a coisa não mudou nada… o que dizem… atenda do jeito que dá, que assim você aprende… Heim???????? rs.. Hilário… Espero que minha empresa nunca precise de um call center.. rs É descaso em tudo que é lado. Tanto para cima, quanto para baixo e principalmente para os lados….

Infelizmente, eu preciso do emprego.. mas, depois que minha pressão deu um pico de 22×10, na terça feira… eu comecei a voltar a pensar como sempre pensei… Sou uma empreendedora, não sou um burro de carga, para uma empresa que não sabe o que diz.. não confia nos seu funcionários, não elogia, somente quando quer algo em troca… não sabe o que fala, as informações são contraditórias.. e as promessas quando você entra, são completamente em vão… só o parco salário é que não.. isso eles não mentem…

Toda vez que saio de casa, me sinto indo para uma senzala.,… eu nasci para vencer, como todas as pessoas que são empreendedoras… nasci para ser feliz no meu local de trabalho e a única coisa que me deixa feliz ali são as amizades que fiz.

Hoje após 10 meses na empresa, nada mudou, Me sinto cada dia mais infeliz por estar presa nessa situação… ainda não há saída. Mas espero que em breve eu tenha.

Vira e mexe, minha saúde me coloca de molho e de licença, principalmente a depressão e a pressão arterial, e quando volto dessa licença, a saúde volta a reclamar….dando picos na pressão… por ansiedade, diz o médico… Por INFELICIDADE, digo eu…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *